[ editar artigo]

5 vezes em que Bolsonaro foi contra a reforma da Previdência

5 vezes em que Bolsonaro foi contra a reforma da Previdência

Em meio ao turbilhão de mensagens e atos contra a reforma da Previdência, algumas falas de uma personalidade bastante conhecida por nós valem a pena ser lembradas. Não só a título de curiosidade, mas também como arma de diálogo e protesto, esses fatos nos mostram que nem sempre o nosso presidente foi tão afinco em relação a aprovar uma reforma na Previdência: 

1. Quando FHC apresentou o projeto de reforma da previdência, que foi votado em março de 1996:

“Infelizmente, 21 de março - se viermos aprovar a Proposta de Emenda à Constituição que altera a Previdência Social -, será conhecida como a data do extermínio dos servidores públicos civis e militares da União. ” Diário da Câmara dos Deputados, pg. 07502

Antes 21 de março, qual será a data agora para marcar esse extermínio?  

2. Quando FHC, em 1998, conseguiu aprovar a terceira versão do texto de reforma da previdência:

“Não posso admitir que a aposentadoria seja permitida apenas após os 60 anos de idade. [...] Sustentar-se-ão da mendicância, esperando os 65 anos de idade para poderem se aposentar, ganhando nada mais nada menos que um salário mínimo. Pensando nessa perversidade para com os trabalhadores deste País, de maneira geral, é que votei contra a reforma da Previdência. ” Diário da Câmara dos Deputados, pg. 04308

Mendicância = miseráveis, indigentes, mendigos. Parece que continua assim: Brasil será país de indigentes se reforma da Previdência de Bolsonaro passar

3. Em 2003 quando Lula aprofundou as mudanças realizadas pelos tucanos:

“Deixo claro que desde a primeira hora meu voto é contra essa proposta, do começo ao fim. O que mais dói no servidor público é a traição, mais do que ser taxado com contribuição previdenciária na inatividade, mais do que o fato de o benefício da viúva ser praticamente a metade do que o servidor ganhava em vida. Essa proposta é mais do que imoral e desumana. ” Diário da Câmara dos Deputados, pg. 36677

Ironicamente, ele propôs a mesma coisa na reforma dele: Proposta de Previdência reduz pensão para viúvos ou órfãos de 100% para 60%

4. Nesse vídeo ele até admite que a expectativa de vida de 70 anos no Nordeste torna a aposentadoria aos 65 totalmente inviável:

Trabalhar até morrer? Vamos!

5. E aqui em 2017, quando ele colocou Temer e PT todos no mesmo saco e disse que não ia ter reforma da previdência coisa nenhuma:

Aí a gente até concorda né? 

 

 

Todos Brasil
Diulia Cardia
Diulia Cardia Seguir

Formada em Comunicação Social pela Universidade Federal do Paraná, tenho 20 anos e muitos sonhos. Escolhi fazer parte do movimento Todos Brasil, porque acredito em um Brasil com espaço para todos os brados de luta por um país mais justo e forte.

Ler matéria completa
Indicados para você